fbpx

“BRASIL – OS SIGNIFICADOS DA CASA EM 2020/2021”

Exposição do Clube Brasileiro de Patchwork e Quilting de São Paulo

Todos os anos somos presenteados com uma mostra maravilhosa do Clube Brasileiro de Patchwork e Quilting de São Paulo.
E mesmo com todas as dificuldades da pandemia, nos foi ofertada esta mostra, retratando exatamente este período diferente de reclusão, onde todos ficaram em casa vendo seu dia a dia mudar completamente.

A CASA SILENCIOSA
0,58 X 0,59m
A casa silenciosa trouxe a saudade, mas aí veio a sala e suas telas, e de lá atravessaram muitos encontros distantes. A cozinha, que não quis ficar de fora, saíram doces e tortas para alegrar os amigos e familiares.
O ateliê, que não é bobo nem nada, entrou para a dança e fez mimos e mais mimos para abraçar e acolher a mim e a tantos outros.
E a fé me abraçou e acompanhou em todos os dias dos últimos meses.
VERA LUCIA DELVECHIO

E HOJE TEM LIVE DO QUE ???
0,74 X 0,74m
E de repente tudo mudou.
Isolamento necessário, FIQUE EM CASA e mudamos a forma de olhar a nossa casa.
Nosso melhor lugar no mundo, era agora capaz de proteger desse mal invisível, com segurança.
E em casa nos sentíamos protegidos, mas solitários.
E assim estamos por um bom tempo … reflexão, olhar para dentro: quem somos, quem amamos, temos dado o devido valor para coisas que realmente importam !!!
E a LIVE nos nesse momento. Ocupou um pouco do tempo.
Era só escolher o tema que preferisse … e muitas opções.
Quando tudo isso passar, continuarei a curtir a minha casa !!!
URBANA GARCIA CAMPAGNER

“FRAGMENTOS”
Dias tristes e incertos.
Me solidarizo com as famílias que sofreram e ainda sofrem nesses tempos tão sombrios!
Bordados, leituras, pães, bolos e cursos me ajudam a transpor as dificuldades dessa pandemia.
Em meio a tanta incerteza, um presente que agradeço e compartilho com alegria: a chegada de minha neta!
Sigamos nos cuidando, com a esperança de dias melhores…
MARINEZ SANTO

MEU RECANTO
0,59 x 0,58m
Mudanças aconteceram em 2020/2021 ocasionando novos hábitos em nossas vidas.
Encontrar um pequeno espaço para produzir quilts e bordados foi fundamental para manter meu equilíbrio, então decidi que para o tema escolhido, queria mostrar o “meu recanto” de trabalho, e que ao mesmo tempo pude estar próxima da minha família.
MARICÉA REZENDE ALMEIDA

MINHA CASA – MEU ABRIGO
0,51 x 0,52m
Desde março de 2020 nossa relação com a casa mudou.
Passamos a ficar mais tempo nela e eu e meu marido também.
Tudo mudou … compras via telefone, filhas só na garagem e com máscaras, higienizar compras e grande isolamento.
No começo estranhei. O serviço aumentou. Mas aos poucos decidi caprichar em tudo na limpeza, na arrumação e principalmente na alimentação. E felizmente estou em paz. Nunca pensei dar tanto valor à casa que temos. A casa passou a ser um abrigo, como se, dentro dela, nenhum mal pudesse entrar.
E continuo sentindo isso. Minha casa é meu abrigo,
MARIA DO CARMO DE BARROS PINTO

RELICÁRIO
0,62 x 0,51m
Estamos vivendo em tempos estranhos…
O que nós era tão comum e nos fazia tão bem passou a representar um perigo.
Tivemos que nos recolhermos em casa o mais tempo possível e lidarmos com sentimentos diversos.
Mas sempre tem algo de bom, redescobrirmos a nossa casa, escolhemos outros cantos e encontramos cartas, fotos, quadros guardados a tempos que hoje nos trazem boas lembranças e esperanças.
ANNAMARIA

EM TEMPOS DE PANDEMIA
0,59 x 0,59m
O que fazer agora?
Entendemos que, trabalhar com a solidariedade, usar nosso tempo, usar nossas mãos, nossas ideias, aquilo que temos de melhor dentro de nós, costurar, bordar, solicitar ajuda, fazendo arrecadações, doando e recebendo, sempre usando nossas mãos, em benefício de todos.
Foi um pouco do que fiz, e continuo fazendo nestes momentos, pedindo ao Irmão Maior Jesus que nos ajude, sempre mais, e nos dê a oportunidade de fazer o melhor que nos seja possível.
MARIA APARECIDA ARO

HASHTAG FIQUE EM CASA
0,58 x 0,89m
A pandemia do covid-19, além de outros inúmeros problemas, ocasionou o desemprego e agravou a situação habitacional de muitos brasileiros. Famílias perderam seus lares e foram morar em ocupações, canteiros de avenidas, praças ou simplesmente na rua. Como alguém que não tem casa poderia aderir à campanha “Fique em casa” lançada no início da pandemia?
RUTE SATO

CASINHA BRANCA
0,52 x 0,75m
2020 iniciou um novo tempo na história do planeta Terra.
Um inimigo invisível assolou sorrateiramente os nossos organismos, os nossos planos e os nossos pensamentos. Nos levou a uma reflexão sobre a vida e novos valores. O contato físico era uma ameaça, o isolamento se fez necessário e a casa foi o nosso refúgio.
A vontade e a necessidade de estarmos em um ambiente seguro de paz, tranquilidade, natureza e subsistência tornou-se uma convicção. E nada mais expressivo do que a letra da canção popular, retratou a vontade muito de nós na pandemia:
“… eu queria ter na vida simplesmente um lugar de mato verde pra plantar e pra colher, ter uma casinha branca de varanda, um quintal e uma janela para ver o sol nascer…”
“Eu queria uma casinha assim. E você?”
Enfim, com o empenho da ciência e a chegada da vacina, o Sol nasceu como esperança de dias melhores para a humanidade.
RITA ROCCO

MINHA CATEDRAL
0,73 X 0,70 m
A casa se torna algo mais significativo com a pandemia. A casa se agiganta e quem imaginaria que ela pudesse comportar tantas coisas: o escritório, a sala de reunião, a escola, a creche, a biblioteca, o Atelier de arte, a oficina de costura, a floricultura, a academia de ginástica, o restaurante, a padaria, a confeitaria e
principalmente nosso templo de salvação.
Como numa catedral acolheu nossas graças e nossas súplicas. Testemunhou nossos piores tormentos.
Sempre de portas abertas forneceu a segurança e o aconchego necessário e também restaurou nossas esperanças.
Tivemos que aprender a extrair o melhor e o mais belo das águas turvas e lamacentas como a flor de lótus. E assim extraímos nossas próprias flores de lótus: o amor da família, a fé inabalável, a sede de conhecimento, a mão e palavra amiga, o trabalho honesto, a inocência dos animais, a beleza das flores e plantas e a
gratidão de um novo dia. Isso tudo fortalece nosso baluarte, nosso templo, nossa catedral.
ALDRI ZANETTI

Ô DE CASA !
0,60×0,57m
E o mundo nos fecha as portas!!!!!
A “Casa”, sem perguntas e cobranças, acolhe, abraça e, com um largo sorriso, nos deseja boasvindas e retorno.
Retorno à educação familiar (papel dos pais); à valorização do professor; às refeições, aos batepapos e diversões (esquecidas há muito).
E, acima de tudo, Deus dentro do nosso templo sagrado , “A Casa”.
ZÉLIA MACENA

DIÁRIO DE UMA PANDEMIA
0,84 x 0,93m
Na pandemia, o mundo virou de ponta-cabeça.
E ao restaurar uma velha peça, a artista refletiu na obra esse seu momento de vida.
Não podendo buscar lá fora o material para tecer sua peça, teve que usar o que tinha em casa. E acabou descobrindo tesouros esquecidos em gavetas há muito não visitadas.
E assim a obra foi sendo recriada, em meio às notícias e perplexidade que a TV trazia e às vivências do passado que afloraram. Tudo se tornou matéria-prima para esse “Diário de uma pandemia”.
Restaurando uma velha peça, a artista acabou restaurando a si mesma.
(texto de Norma Gusukuma)
BENIGNA R. DA SILVA E WAGNER VIVAN

CALEIDOSCÓPIO
1,05 x 1,03 m
O caleidoscópio está sempre em movimento, é lúdico, estético, cativante e sempre criando novos desenhos e novas formas.
Fazendo uma analogia com o nosso mundão, sempre em movimento também … estamos esperando, com fé, que possamos , todos os habitantes desse nosso planeta, criar movimentos de ¨beleza¨ e ¨calmaria¨, e o tempo nos permita voltar a sermos ¨livres e felizes¨.
URBANA GARCIA CAMPAGNER

PASSARINHOS
0,84 x 0,93m
Soltos a voar dispostos Achar um ninho Nem que seja um no peito do outro…
Será que o sol sai pra um voo melhor?
Eu vou esperar, talvez na primavera
O céu clareia, vem calor
Vê só o que sobrou de nós e o que já era … (Emicida)
SALETE GARCIA ALCATRÃO

DIVINOS RECORTES II
1,10 X 0,98 m
Soltos a voar dispostos Imaginem Deus criando a natureza:
“Vou colocar um bico bem longo neste aqui, naquele vou torcer o bico, neste outro vou fazer  um biquinho… Essa árvore ficou linda, vou fazer outras iguais, mas mudando a coloração…Vou fazer um bicho todo listrado e um com pescoço bem comprido. Este terá uma vasta cabeleira, um será cheio de pintinhas, o outro rastejará e um nadará, este nadará e andará na terra. Aquele carregará a casa onde for. Esse outro também carregará a casa, mas será pequenininho… Aquela planta terá um cheiro bom, a outra terá um cheiro ruim…Esse tronco será retorcido, aquele será bem fininho, essa folha será escura, essa outra terá ranhuras…”
Na exuberância da natureza, mais do que beleza, Deus nos mostrou o poder da criatividade. Seja na arte, seja na vida, temos infinitas possibilidades.
Só precisamos nos permitir.
(texto de Norma Gusukuma)

UM MERGULHO NA LEITURA – SÃO LUCAS
1,08 X 0,86 m
Todos somos templos, caracterizados vitrais coloridos refletem a luz divina. Porém, em nossa jornada de vida, permitimos que esses vitrais se obscureçam, e assim somos tomados pela dor, sofrimento, angústia e desesperança.
Ficamos doentes da alma. E como curá-la?
“Médico de homens e de almas” conta a história da vida de São Lucas, médico dedicado e piedoso, e seu encontro com seres humanos que, como peregrinos, seguindo em meio à descrição, e ao abandono em busca do remédio para os infortúnios de sua alma: o aconchego do Criador.
Inspirada por esse livro e pelos vitrais das janelinhas da Igreja de Santa Sofia, um artista dedicado recriar a luminosidade que irá vislumbrar o divino na existência.
(texto de Norma Gusukuma)
BENIGNA R. DA SILVA E WAGNER VIVAN

O ARQUITERO DA NATUREZA
1,00 x 1,00m
O João de Barro, é uma ave dócil, que tem de pequeno a médio porte e é encontrado em Minas Geria, Mato Grosso e alguns outros estados do Brasil. Estas aves constroem seus ninhos com barro úmido misturado com palha e esterco seco, em postes e galhos de árvores, vivem geralmente em casais e cantam em dueto, sendo que macho e fêmea emitem sons diferentes. Podem ser encontrados em campos, cerrados e jardins. Também são conhecidos como Forneiros, pois seus
ninhos têm o formato de forno.
MARICÉA REZENDE ALMEIDA

MUTAÇÕES
1,03 X 0,85m
Foi preciso mudar.
Se fez urgente reavaliar.
A vida mostrou-se em menor movimento e maior interpretação.
Acredito que melhorei.
Com certeza, expandi-me.
Sobrevivi.
Feliz a vida que dá flores.
WAGNER VIVAN E BENIGNA R. DA SILVA

ARARAS AZUIS
1,11 x 1,03m
O mundo parou, os carros não saíram, as fábricas pararam, o silêncio reinou nas ruas tão barulhentas nas cidades. Toda essa situação trouxe enormes preocupações para a sociedade.
Em compensação a natureza se sentiu melhor, respirou melhor e saiu para explorar o mundo sem medo.
Até as ararinhas azuis resolveram namorar um pouco!!!
EDENA CASTANHO

ALEGORIA PANTANEIRA
1,30 x 1,23m
Assim como as aves, nascemos indefesos, crescemos e aprendemos a voar.
Completo é aquele que expande as suas asas, não se fixa em conceitos únicos, aprende com a evolução dos elementos e cria uma nova maneira de ver.
WAGNER VIVAN E BENIGNA R. DA SILVA

NO QUINTAL DE ZELI
1,97 X 1,78 m
Em tempos de pandemia a arte têxtil teve, em minha vida, uma importância crucial na superação dos medos, das angústias e das incertezas.
Revisitar o quintal da casa onde me criei, impregnado pela presença da minha mãe, do meu pai e dos meus irmãos, possibilitou-me fincar os pés em um lugar seguro e rememorar as vivências. Isso possibilitou-me uma autorreflexão sobre o que venho construindo até agora, assim como fez aflorar a minha criatividade.
Esse trabalho é dedicado a Minha mãe e a todos aqueles que fizeram parte do “Quintal De Zeli”.
ZILANDA SILVA ABREU

PALAVRAS EM CASA
1,00 x 1,00m
Dualismo puro…. não há palavras para mensurar todos os sentimentos. Nossas casas foram bombardeadas com palavras.
De esperança, de tristeza, de alegria, de saudade…. de ter e de não ter.
20 e 21 foram anos duros, onde aprendemos a onipresente importância das palavras no mundo.
ESTELA MOTA   

PRÓXIMAS DATAS DO EVENTO:

– 21 a 24/09/2022
– 20 a 23/9/2023
– 18 a 21/9/2024
– 24 a 27/9/2025

ENTRE EM CONTATO:

E-mail: contato@festivalquiltpatchwork.com.br
Telefone: 54 99173-7093

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google